11/11/2022

PLENÁRIOS REGIONAIS - CONCURSOS E FIM DOS "QUADROS"/ SALÁRIOS E CARREIRA / A INTERVENÇÃO DOS PROFESSORES E DOS SINDICATOS DA FENPROF

O ME apresentou um projeto de revisão do regime de concursos que é inaceitável, não só pelo seu conteúdo, mas por constituir uma forma encapotada de revisão do ECD em relação aos quadros de pessoal e à vinculação dos professores. Isto não é admissível.

O que pretende o ME:

  • Fim dos quadros de escola e de agrupamento e a criação dos mapas de pessoal, com consequências muito graves que acabarão com os concursos tal como os conhecemos, passando o recrutamento a ser feito através de escolha pelos diretores, em função dos projetos aprovados pelas CIM e dos objetivos que estas estabeleçam.
  • O ME pretende acabar com a mobilidade interna, impedindo a legítima expetativa de aproximação à residência e impedindo que professores que pertençam a uma determinada área geográfica concorram segundo critérios nacionais.

O objetivo desta alteração é obrigar os professores que estão longe das suas residências a fixar-se nessas regiões, nessas áreas de colocação, impedindo a estabilização dos professores nas suas comunidades e junto das suas famílias.

Isto é absolutamente reprovável!

Por outro lado, a transformação dos quadros em mapas de pessoal cria uma enorme insegurança porque são atualizados anualmente e estarão sujeitos a todas as discricionariedades que decorrem das alterações introduzidas pelas autarquias para a seleção de professores.

Não é, ainda, compreensível como se fará, de acordo com este projeto, a transição dos atuais QZP para as novas áreas das CIM. Por exemplo, o distrito de Viseu integra 4 CIM que integram concelhos de outros distritos. Esta será também matéria de grande preocupação e que poderá, logo de imediato, produzir situações de enorme precariedade.

Em relação aos salários, o Secretário-geral da FENPROF referiu que os professores perceberam que estão em vias de perder a paridade com a carreira técnica superior. Ao mesmo tempo, os professores sabem que, a manter-se a proposta do governo, vão perder mais 9% em 2022 e mais 3% em 2023 do seu poder de compra, a somar aos 20% que perderam nos últimos 10 anos. Uma situação que será cada vez mais insustentável, tendo em conta que são dos profissionais da administração pública que mais despesa têm com a sua profissão (deslocações, alojamento, refeições fora de casa, duplicação das despesas com habitação, aumento das despesas com creches e ocupação dos tempos livres dos filhos, etc).

Por outro lado, com esta proposta de Orçamento do Estado, o governo não prevê a contagem integral do tempo de serviço, ao mesmo tempo que pretende manter milhares e milhares de professores em escalões intermédios da carreira, impedindo que cheguem ao topo, apesar de terem uma avaliação do desempenho positiva.

Perante toda esta contestação o SPZS realiza PLENÁRIOS SINDICAIS REGIONAIS NOS DISTRITOS DE ÉVORA (21 NOV.), PORTALEGRE (22 NOV.), BEJA (24 NOV.) e FARO (22 Novembro e ainda, em Portimão, a 24 de Novembro) sempre às 9:30 horas em todos os locais - consultar o cartaz


foto

INSCRIÇÕES PARA TRANSPORTES - MANIFESTAÇÃO NACIONAL DE 11 DE FEVEREIRO, LISBOA, 15 horas

Inscrições online   https://www.fenprof.pt/inscricoes-nos-transportes-para-a-manifestacao-de-11-de-fevereiro ...

foto

UMA GRANDE GREVE EM LEIRIA, 30 DE JANEIRO, A RUA ENCHE COM UMA DAS MAIORES MANIFESTAÇÕES DE SEMPRE!

   30 de janeiro, 2023A greve de incidência distrital está a atingir o nível de adesão que é necessário...

foto

FENPROF REPUDIA DECRETAMENTO DE SERVIÇOS MÍNIMOS! GREVES POR DISTRITOS NÃO ESTÃO ABRANGIDAS

   Greve, nos primeiros dez dias, teve adesão de 92% e assim deverá continuar nos próximos  -...

foto

97% DE ADESÃO À GREVE NA GUARDA! - MILHARES NA RUA - 27 DE JANEIRO

   Os professores e educadores da Guarda responderam com força e determinação ao apelo à participação...

foto

REUNIÃO NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, 26 de Janeiro - MÁRIO NOGUEIRA: «Todos os apoios à luta dos professores são importantes! »

   As nove organizações sindicais que estão em convergência nesta luta dos professores - ASPL,...

foto

LUTA DOS PROFESSORES EM GRANDE FORÇA NO ALGARVE! - Faro com 95% de adesão, 6000 docentes manifestam-se na rua

Com os dias a passar e a aproximação da realização da grande Manifestação Nacional de 11 de fevereiro,...